Monthly Archive: maio 2016

Você verá se olhar… Babadook

Depois de um trailer levemente estranho, ficou a vontade de ver mais para entender melhor. E encontrei um filme que mistura terror, suspense, drama e aquele toque do horror de não saber ao certo do que vem o medo.

Sinopse:

Seis anos já se passaram desde a morte de seu marido, mas Amelia (Essie Davis) ainda não superou a trágica perda. Ela tem um filho pequeno, o rebelde Samuel (Noah Wiseman), e tem dificuldades para amá-lo. O garoto sonha diariamente com um monstro terrível e ao encontrar um livro chamado “The Babadok” reconhece imediatamente seu pesadelo. Certo de que Babadok deseja matá-lo, o menino começa a agir irracionalmente, para desespero de Amélia.

Um filme Australiano, que não traz rostos conhecidos da grande maioria, produzido em 2014 e que já entrou para o catálogo do Netflix ainda em 2015. O tema pode parecer batido, mas não é . A estranheza com que a relação mãe e filho se apresenta, a dificuldade de Amélia demonstrar  amor por Samuel e a presença constante da perda e da dor já nos apontam que algo a mais será desenvolvido. Em vários momentos a câmera se posiciona próxima dos personagens, mas dando uma subjectividade que entrega a estranheza e as emoções ambíguas que vão se manifestando. (mais…)

Sobre a vida e os 30’s

Sobre a série:

A série acompanha a vida, nos âmbitos pessoal e profissional, de Dev (Aziz Ansari), um ator de 30 anos de Nova York que tem problemas para decidir o que quer comer, mas não para decidir qual caminho quer seguir para o resto de sua vida. Ambiciosa, divertida, cinematográfica e intensamente pessoal, a história de Dev o leva a mergulhar em diversos temas, desde direito dos idosos à rotina dos imigrantes em um país estrangeiro.

Eu ouvi recomendações dessa série no podcast Um Milk Shake Chamado Wanda, mas foram muito breves na temática e nos assuntos tratados nela. Demorei, enrolei, mas lá fui eu conferir. (mais…)

Série: Suspense e segredos em Broadchurch

Ainda na linha “Por que eu não tinha visto isso ainda?”, segue uma grata descoberta que muito provavelmente passou desapercebido pelo radar de muita gente. A série britânica BROADCHURCH, originalmente do canal ITV, aqui no Brasil está passando pelo +Globosat.

Engatei um episódio aleatório, por distração ao mudar de canal, acabei ficando pela curiosidade de ver o David Tennant, acabei me surpreendendo e assistindo dois episódios consecutivos do meio da trama. Fiquei intrigada e busquei os primeiros e encontrei no serviço de streaming da Globosat, ou seja, dá para acompanhar a primeira temporada tanto na TV quanto pelo streaming – dentro da legalidade e sem aqueles perrengues. Pelo que entendi, várias operadoras disponibilizam o canal nos pacotes, foi só entrar com o usuário e senha da operadora para ter acesso. (mais…)

Antes tarde do que nunca, KINGSMAN

Além da lista de filmes que quero ver e da lista de filmes já vistos, estou me especializando na lista de filmes “por que não vi isso antes?”. Os motivos podem variar para entrarem nessa lista, algumas vezes sou eu fugindo do hype para evitar as expectativas (isso geralmente mata a experiência). Mas às vezes é a falta de interesse no momento, ou aquele momento ter outra coisa em mente e deixar para depois e esse depois demorar um pouco.
Enfim, pode ser chato isso, mas é bom também. Sinal que eu realmente gostei e não que fiquei animada pelo momento e tal. Às vez acontece de você precisar de um tempo para “amadurecer o filme”, pelo menos no sentido de se preparar melhor, para digerir o produto final. Já aconteceu de ter estranhado o filme e só aprender a gostar muito depois numa outra revisitada, ou depois de ler mais sobre o conceito da criação entre outros pontos.

Assim foi com o o filmes KINGSMAN – The Secret Service (Kingsman – O Serviço Secreto), lançado em 2015 e que eu só fui assistir agora em 2016. (mais…)

%d blogueiros gostam disto: