Monthly Archive: julho 2016

It follows (Corrente do Mal)

Estava na minha lista de filmes, mas eu não queria ver no cinema por conta da zoeira das pessoas nas salas (entre outros fatores). Então evitei ler além da sinopse e e algumas indicações que apareciam em posts ou podcasts, tentando evitar o monstro da expectativa. Foi uma boa escolha, para a minha experiência com o filme. Ok que eu perdi a tela grande e a experiência do cinema (evento), mas eu realmente não queria arriscar uma sessão com bagunça, barulho e estresse desnecessário. Fiz uma sessão em casa, com luzes apagadas, sem pausas e a imersão completa valeu o esforço. (mais…)

Stranger Things

Em um mundo repleto de séries, com tantas indicações vindas de todos os lados, é mais que natural a gente questionar o porque dar abertura para mais uma novidade do momento. E muito além de nomes de elenco, de produção com mega orçamento, de divulgação em mídias variadas, ou o burburinho nas redes sociais… qual o seu critério para dar uma chance e testar uma novidade?

Eu me rendi depois de ver as referências que fazia aos filmes e temas que me eram caros. E em especial depois de ler uma citação de Stephen King elogiando não só a série como a atuação de Winona Ryder.

stephen-twitter

“STRANGER THINGS é pura diversão. A+. Não perca. Winona Ryder brilha.”

Depois disso, não teve muito como fugir da curiosidade monstro e me rendi, e consegui a muito custo levar comigo nessa viagem o marido, que mesmo estando mais ressabiado do que eu, depois do primeiro episódio já estava mais do que conquistado. (mais…)

Tron (1982)

Eu não sei como, mas eu tinha chegado ilesa de  assistir esse filme até 2016. Não foi por motivo específico ou convicção, eu simplesmente não tinha visto. Então lá fomos nós para essa descoberta. Talvez seja a época, gosto ou qualquer outra razão do destino, mas eu me arrependi profundamente de ter quebrado o jejum.

(mais…)

Ele está de volta (filme)

Um filme que traz um estranhamento pela linguagem a princípio. A mistura de ficção com partes de entrevistas em um quase documentário de um povo e suas posições sobre os questões atuais e recorrentes. Não é algo novo ou inédito, lembrou um pouco a linguagem do Borat, por exemplo, mas com diferenças. Mas é realmente atordoante ver algumas posturas das pessoas entrevistadas em relação ao “personagem” Hitler. em vários momentos eu me questionei como aquela imagem não era vista como algo absurdo e impensável, e de que forma era possível rir ou sequer achar graça daquela figura. (mais…)

The Ouija Experiment

Tem alguns filmes que a gente meio que entra numa conversa e acaba vendo, mesmo sabendo que vais ser ruim, mesmo com a certeza de que vai ser uma total perda de tempo e de vida. Mas quem nunca, não é mesmo?

E eu tenho um mestre de me fazer passar por isso em casa. E ele tem um dom para escolher alguns filmes que vão me dar vontade de chorar, dormir, ou simplesmente ir fazer qualquer outra coisa no mundo só para poder fugir daquela experiência. Um exemplo bem real e triste disso foi ver o filme The Ouija Experiment. (mais…)

Floresta Maldita

imagesSinopse:

Thriller sobrenatural que se passa na lendária floresta Aokigahara, situada na base do Monte Fuji, no Japão, conhecida como a floresta dos suicidas. Neste cenário literalmente incrível, Sara (Natalie Dormer) uma jovem americana vai em busca de sua irmã gêmea, que desapareceu misteriosamente nas perigosas trilhas da floresta. Apesar das advertências de todos Sara entra na floresta determinada a descobrir a verdade sobre o destino de sua irmã.

Trailer

(mais…)

Os vórtices de leitura.

Das pequenas alegrias de você se entregar a uma história que uma outra pessoa criou. A leitura permite viajar por lugares e emoções, experimentando o que talvez não viesse a fazer parte da nossa vivência. Eu confesso que sou um bichinho difícil de me entregar totalmente, mas também, quando acontece é uma entrega completa. Não sou do tipo que consegue fazer maratona de leitura, ler em uma sentada ou ler ininterruptamente.
Um dos meus maiores problemas é a minha facilidade de dispersar, além disso também tenho séries e filmes que me roubam um pouco dos livros. Mas acredito que isso não me faz pior leitora do que os demais, acredito que cada um tem seu ritmo e seu modo – como tudo o mais na vida. (mais…)

%d blogueiros gostam disto: